terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Upgrade

Fiz um upgrade

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Reiniciar

Boas tardes.

Após um período ausente, gostaria de dizer que o galinheiro deu e continua dando certo, porém uma coisa ainda é problema que é a durabilidade de alguns objetos.

Comedouros e bebedouros duram pouco tempo e tenho pensado cada vez mais em conseguir outros métodos para não gastar mais.
É uma busca constante e estarei em breve divulgando uma forma que raciocinei aqui para mostrar a vocês em breve.

Reduzi novamente minha criação aos números iniciais, pois devido a minha falta de tempo as minhas aves não poderiam ficar abandonadas e venho comendo algumas de lá para cá, o que já era planejado.

Vou aproveitar essa redução para repensar os projetos. Tem algo que tenho em mente que ainda não coloquei pra frente que seria um fornecedor de frutas e verduras podres para complementar a dieta delas.

Ócio criativo!
Inté uai!

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Meu galinheiro!

Para quem quiser conhecer aih estão as ultimas fotos com detalhes:

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Fim de ano!

Olá,

É chegado o momento de darmos adeus a esse ano de 2013. Podemos virar pra trás e achar que muita coisa ruim aconteceu, pois é natural do ser humano lembrar dos maus momentos.

Maquiavel já previa isso, mas façamos nosso esforço para relembrar as coisas boas que vivenciamos neste ano!

E verás que é bem mais fácil ter coisas boas quando percebemos que o ano passou rápido. Já dizia o ditado "tudo que é bom dura pouco", por isso, o ano passou rápido. Porque foi bom!

Foi bom fazer meu blog! Mesmo que seja para o leitor ninguém, acho melhor que o facebook, no qual as pessoas geralmente querem ostentar talvez o que não sejam. Prefiro aqui, é como parsagada.

Vou-me embora, lá eu sou rei.

Que venha 2014, obrigado blogger!

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Manejo alimentar

Com um grande volume de pintos, fui forçado a aumentar a quantidade de comida oferecida aos pintos. Para tal precisei aumentar o volume e quantidade dos comedores.

Utilizei garrafas pet, porque tinha que ter alguma vantagem em tomar refrigerante!

Até mais!

domingo, 15 de dezembro de 2013

Quem não conhece?

Olá pessoal, esses são mais dos nossos inúmeros bichos

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Sabonetes à base de leite de cabra, mudanças no semi-árido

Aroeira, camomila, canela, erva-doce, maracujá e morango são alguns dos aromas dos sabonetes artesanais, à base de leite de cabra, produzidos pelas mulheres da Cooperativa Natu Capri do município de Maravilha, no Alagoas. A atividade, que recebe apoio da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), é uma alternativa de renda para as famílias no semiárido alagoano e tem transformado a vida das 20 trabalhadoras cooperadas.
Sabonetes artesanais a base do leite de cabra produzidos pela cooperativa, além de ricos em vitaminas e hidratantes, possuem propriedades rejuvenescedoras e calmantes.
– Quando essas mulheres começaram a produzir os sabonetes a base de leite de cabra, a maioria era agricultora e só trabalhava no campo. Hoje, elas estudam e estão se formando graças ao desenvolvimento da associação e do apoio da Codevasf – afirma a diretora de marketing e comercialização da cooperativa, Ana Patrícia Alves.
A produtora Rizalva Ferreira da Silva, há dois anos na cooperativa, está satisfeita com a nova ocupação.
– Eu era agricultora, trabalhava capinando na roça, com enxada mesmo, para ajudar meu esposo com o gado. Surgiu a chance de entrar para a cooperativa, participei de uma oficina e fui selecionada. Agora faço os sabonetes, além de fornecer o leite, usado na produção, com as seis cabras que crio.

Os sabonetes artesanais a base do leite de cabra produzidos pela cooperativa, além de ricos em vitaminas e hidratantes, possuem propriedades rejuvenescedoras e calmantes. Entre medicinais e aromáticos, a linha de produção tem 10 tipos de sabonetes, como aveia e mel, babosa, capim-limão e juá.
– O sabonete de aroeira hoje é o nosso carro-chefe. Ele é anti-inflamatório e atua combatendo bactérias, manchas na pele e coceiras – explica a diretora de marketing e comercialização da cooperativa, Ana Patrícia Alves.

A cooperativa de mulheres alagoanas é uma das beneficiadas pela estruturação dos Arranjos Produtivos Locais (APLs) promovida pela Codevasf desde 2004. Além da implantação da fábrica de cosméticos artesanais da cooperativa, a Companhia realiza capacitações e outras ações relativas às diversas atividades produtivas trabalhadas.
Os APLs são caracterizados por um número significativo de empreendimentos e de indivíduos que atuam em torno de uma atividade produtiva predominante na região, como a ovinocaprinocultura, fruticultura, bovinocultura, apicultura, aquicultura e mandiocultura. A estruturação e o fortalecimento dos arranjos produtivos têm forte impacto na vida dos moradores do semiárido. A Codevasf promove o desenvolvimento regional em benefício das populações das bacias dos rios São Francisco, Parnaíba, Itapecuru e Mearim.
Fonte: Codevasf